You are currently viewing Apresentação de atestado médico por doença no exame demissional.

Apresentação de atestado médico por doença no exame demissional.

Atestado médico por doença apresentado no exame demissional não significa que o trabalhador esteja inapto ao trabalho.

No exame demissional o médico do trabalho tem autonomia e conhecimento para opinar baseado no exame do trabalhador.

Em qualquer exame ocupacional, o médico realiza anamnese (clínica e ocupacional) e exame físico.

Se necessário solicita exames complementares ou laudos médicos assistente para concluir a respeito da capacidade laborativa do trabalhador.

Esta é a da boa prática da Medicina do Trabalho. Considerar o trabalhador apto para a demissão, se – e apenas se – ele também puder ser considerado apto para a realização das mesmas atividades já realizadas por ele na empresa.

De um modo simples o exame ocupacional visa capacidade laborativa independente de ser admissional ou demissional.

Na prática avalia-se função/risco/atividades/e sua correlação com as doenças que o trabalhador apresenta.

Assim doenças que possam ser agravadas ou contraindicadas para o exercício da atividade proposta serão indicativos de inaptidão ao trabalho.

Observa-se também em um exame demissional, se algum fator de risco ou acontecimento no trabalho veio causar ou até mesmo agravar doenças pré-existentes.

Avaliaçao do atestado pelo médico do trabalho

Também é importante verificar se o atestado médico apresentado tem correlação direta com riscos ocupacionais da função.

O Médico do Trabalho ao concluir aptidão laborativa na existência de atestado de outro médico informando o contrário, registra o ocorrido no prontuário médico do trabalhador justificando sua conduta. (fonte: PARECER Nº 2336/2011 CRM-PR).

O trabalhador deve ser informado claramente sobre a situação e do resultado, evitando-se conflitos futuros na justiça do trabalho.

O médico do trabalho concordando com a existência de incapacidade laborativa, atestada por outro médico emitirá um atestado ocupacional com o parecer INAPTO.

Neste caso informar a empresa que a demissão deve ser suspensa.

O trabalhador deve ser afastado do trabalho e apenas quando cessada a incapacidade, o processo demissional poderá ser completado.


Dr. José Cláudio Rangel Tavares é Médico do Trabalho, Perito Assistente da Justiça do Trabalho e Responsável Técnico nas empresas OKUP | Fortrab


 

José Cláudio Rangel Tavares

Médico graduado em 1992, fez residencia em Clínica Médica até 1994. Especialista em Medicina do Trabalho e Medicina de Trafego e atua como perito em causas trabalhistas. Fundou em 2008 uma Consultoria em Saúde Ocupacional onde trabalha como Médico do Trabalho Coordenador em empresas de vários segmentos (indústria, mineração, sondagem, eletrificação e terceirização de serviços). Trabalha na gestão e Serviços em Saúde e Segurança do Trabalho usando Tecnologia para atender as demandas do setor.

Este post tem 2 comentários

  1. Elias

    Oiboa noite meu nome é Elias ,no meu exame demissional pasei por exames e por último o médico do trabalho eu falei para ele que um mês atrás pasei a senti dor no ombro ele mim passou para um ortopedista utrason do ombro ele mim deu laudo para eu afastar das minhas funções e mim deu um atestado de 15dias

    1. José Cláudio Rangel Tavares

      Elias, a conduta foi correta. Se sua função ou atividade estiver relacionada a sua doença cabe ao médico do trabalho avaliar desta forma.

Deixe um comentário