You are currently viewing Como a tecnologia contribui para a segurança do trabalho?

Como a tecnologia contribui para a segurança do trabalho?

No mundo corporativo, a tecnologia é muito importante, porém há a ideia de que ela ajuda somente em alguns aspectos do negócio. Ledo engano!

Ela auxilia qualquer empresa a dimensionar, fiscalizar e organizar suas tarefas em todas as áreas em que atua, inclusive na segurança do trabalho!

Para esclarecer melhor essa questão e abrir os olhos em relação à combinação entre tecnologia e segurança do trabalho, preparamos este post para mostrar como essa evolução vem ajudando as empresas e seus colaboradores. Continue acompanhando!

A importância da segurança do trabalho

É um fato que, cada vez mais, os negócios vêm adotando e se preocupando com práticas de segurança do trabalho, apesar de ainda ser grande o número de acidentes que ocorrem no ambiente de trabalho.

Como já diz o seu próprio nome, essas práticas têm como foco principal garantir e prevenir doenças e acidentes de trabalho. Quando a prevenção se torna prioridade para a empresa, o ambiente fica mais leve, os colaboradores se sentem mais motivados e confiantes, o que aumenta a sua produtividade e segurança, que é fundamental, independentemente do segmento.

Os ganhos que o negócio pode ter prezando pela segurança do trabalho são muitos. Dentre eles podemos destacar: a economia de custos relacionados aos acidentes, tal como o transporte do funcionário que sofreu o acidente, os gastos com o seu afastamento, a contratação de colaboradores para reposição e até os prejuízos com a danificação de equipamentos.

O auxílio da tecnologia nos treinamentos de segurança do trabalho

Hoje, com a tecnologia, é possível acessar cursos e treinamentos on-line que abordam o tema da segurança do trabalho. Ou seja, as empresas não precisam ter gastos enormes com esse aspecto, visto que com o EAD (ensino a distância) os colaboradores podem fazer o curso na própria empresa, sem precisar se deslocar e perder dias de trabalho.

Além disso, é possível garantir que todos os colaboradores estejam conscientizados em relação ao tema pela facilidade de propagar esse conhecimento do treinamento. Ressalte-se ainda que, apesar de o treinamento ser on-line, ele possui a mesma qualidade de ensino quando comparado com um treinamento presencial.

A revolução da tecnologia na segurança do trabalho

Além do EAD, a tecnologia também trouxe inovação para os EPIs, que estão cada vez mais resistentes, e por meio de softwares que apoiam os gestores no controle das práticas de segurança do trabalho implementadas na empresa.

Com esses softwares, é possível criar o hábito de fiscalizar e garantir que se respeite a legislação em torno desse assunto. Ou seja, a tecnologia permite que se saiba quais dos seus funcionários receberam seus EPIs, quais deles foram orientados sobre como utilizá-los, além de garantir que todos receberam treinamento para operar os seus equipamentos.

Portanto, é algo que otimiza muito a comunicação da empresa!

Além disso tudo, é possível também controlar os prazos de validade e manutenção dos equipamentos e do próprio EPI. Hoje já é realidade que o técnico de segurança do trabalho saiba, por meio de softwares, quando o material chegou e quando deve ser descartado ou substituído.

Então, é uma excelente forma de gerenciar o processo em si! Um exemplo prático é o OKUP, que é um sistema que auxilia toda empresa a entender e cumprir a legislação de medicina e segurança do trabalho.

Entendeu melhor como a tecnologia está auxiliando a segurança do trabalho? Então, deixe o seu comentário nos falando o que achou deste post!

Dr. José Cláudio Rangel Tavares é Médico do Trabalho, Perito Assistente da Justiça do Trabalho e Responsável Técnico nas empresas OKUP| Fortrab

José Cláudio Rangel Tavares

Médico graduado em 1992, fez residencia em Clínica Médica até 1994. Especialista em Medicina do Trabalho e Medicina de Trafego e atua como perito em causas trabalhistas. Fundou em 2008 uma Consultoria em Saúde Ocupacional onde trabalha como Médico do Trabalho Coordenador em empresas de vários segmentos (indústria, mineração, sondagem, eletrificação e terceirização de serviços). Trabalha na gestão e Serviços em Saúde e Segurança do Trabalho usando Tecnologia para atender as demandas do setor.

Deixe um comentário