Medicina e Segurança do Trabalho

Fácil e Descomplicada

Qual a importancia da medicina do trabalho?

A Medicina do Trabalho é uma especialidade da medicina com o principal objetivo de prevenção das doenças no trabalho.

Não é de hoje que é uma preocupação, já em 1950 a OIT – Organização Internacional do Trabalho e a OMS – Organização Mundial de Saúde definiriam:

Saúde Ocupacional é a promoção e manutenção do mais alto grau de bem-estar físico, mental e social dos trabalhadores em todas as ocupações, impedindo partidas de saúde, controle de riscos e a adaptação do trabalho às pessoas, e as pessoas para os seus empregos.

O que podemos chamar também de Saúde ocupacional lida com todos os aspectos da saúde e segurança no local de trabalho e tem um forte foco na prevenção primária.

A saúde dos trabalhadores tem vários determinantes, incluindo fatores de risco no local de trabalho que levam a cânceres, acidentes, doenças músculo-esqueléticas, doenças respiratórias, perda auditiva, doenças circulatórias, distúrbios relacionados ao estresse e doenças transmissíveis e outros.

Também atua na adaptação do trabalho às capacidades dos trabalhadores, à luz do seu estado de saúde física e mental.

A Convenção da OIT sobre Serviços de Saúde Ocupacional (No. 161) e as recomendações da OIT sobre Serviços de Saúde Ocupacional (N.º 171) foram adoptadas em 1985.

 

O Médico do Trabalho age principalmente na prevenção da doença onde o trabalhador em um determinado setor possa vir a desenvolver. Ele através de observações feitas no ambiente de trabalho pelo Engenheiro ou Técnico de Segurança elebora um documento chamado PCMSO.

Através destes Laudos o Médico do Trabalho elabora ações para a prevenção de possíveis doenças nos trabalhadores relacionadas a cada setor.

A Medicina e Segurança do trabalho e suas ações visam a melhoria do ambiente de trabalho e a saúde do trabalhador, sendo um indicativo de que a empresa se preocupa com o bem estar de seus colaboradores.

Na Convenção a seguinte definição foi dada:

Serviços de saúde no trabalho – ações essencialmente preventivas e responsável por aconselhar o empregador, os trabalhadores e os seus representantes na empresa ajudando a manter um ambiente de trabalho seguro e saudável, que irá facilitar a saúde física e mental ideal.

Um serviço de saúde ocupacional também pode:

  • trabalhar com o seu empregador para implementar políticas e garantir a saúde e segurança
  • realizar avaliações de saúde e exames obrigatórios como admissional, demissional e outros;
  • programas de promoção da saúde, de apoio e de educação;
  • prestar assistência e aconselhamento aos funcionários em torno de problemas relacionados ao trabalho;
  • fornecer o seu empregador com aconselhamento e orientação para fazer ajustes razoáveis ??para as suas condições de trabalho.

Percebe-se que a medicina do trabalho tem alcançado grandes proporções nas empresas a ponto de que seja necessário a criação de regras e normas que determinem a forma com que os trabalhadores devem atuar.

É preciso respeitar a segurança necessária do trabalho e não causar riscos à saúde própria e de outros colegas.

Para tanto, as empresas têm voltado seus olhares para o assunto, de forma a observar o número de funcionários, o espaço em que trabalham, o tempo e diversos outros fatores que influenciam diretamente na segurança do trabalho.

Meu empregador não tem serviços de saúde ocupacional

Muitas pequenas e médias empresas (PME) não têm o tamanho ou dinheiro suficiente, para sustentar um serviço de saúde ocupacional dedicado. Por estas razões, muitas PME usar provedores de saúde ocupacional externos como e quando eles precisam para apoiar a sua equipe e realizar exames médicos e outras avaliações de saúde ocupacional.

 

 

Dr. José Cláudio Rangel Tavares é Médico do Trabalho, Perito Assistente da Justiça do Trabalho e Responsável Técnico nas empresas OKUP | Fortrab

Deixe seu comentário